Menu

Em janeiro, vendas no e-commerce têm alta de 17,22% no Sudeste ante o mesmo mês de 2021

De acordo com dados do índice MCC-ENET, a região Sudeste iniciou o ano com bom desempenho no e-commerce. Afinal, as vendas do setor quando comparadas aos meses de janeiro (2022 e 2021) expandiram em 17,22%. Já o faturamento, usando a mesma base comparativa, teve alta de 16,44%. O levantamento é desenvolvido pela Neotrust | Movimento Compre & Confie, comitê em parceria com o Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital (camara-e.net).

Ainda no mesmo período, quando são observados os dados de venda por região, o Sudeste ocupou a última colocação. As demais regiões tiveram o seguinte desempenho:

  • Norte (33,49%);
  • Centro-Oeste (28,87%);
  • Nordeste (27,35%);
  • Sul (23,19%).

“No primeiro mês de 2022, observamos a mesma tendência de crescimento sustentável das vendas online no Sudeste, já observada nos últimos anos. Portanto, são sinais fortes do canal online nos hábitos de consumo do brasileiro. Esperamos crescimento de dois dígitos no volume de vendas para 2022 em relação ao ano passado”, disse Gastão Mattos, responsável pela Divisão de Varejo Online da camara-e.net.

Vendas online no Sudeste

Ao observar as vendas no e-commerce no período de janeiro ante dezembro, neste caso, a variação foi negativa: (−2,12%%). Por outro lado, no acumulado dos últimos 12 meses os resultados seguem positivos: 11,10%.

No acumulado dos últimos 12 meses, as demais regiões tiveram os seguintes resultados:

  • Nordeste (27,98%);
  • Centro-Oeste (25,70%);
  • Norte (24,68%);
  • e Sul (22,78%).

Faturamento do e-commerce no Sudeste

Na métrica de faturamento do Sudeste, considerando a comparação entre janeiro e dezembro, houve alta de 6,15%. Já no acumulado dos últimos 12 meses, cresceu em 21,11%.

No acumulado dos últimos 12 meses, as demais regiões tiveram o seguinte desempenho:

  • Centro-Oeste (33,52%);
  • Sul (33,39%);
  • Nordeste (29,93%);
  • e Norte (27,55%).

Metodologia

Os índices mensais vêm da comparação dos dados do último mês vigente em relação ao período base (média de 2017). Para compor o índice, a Neotrust | Movimento Compre & Confie coleta 100% de todas as vendas reais de grande parte do mercado de e-commerce brasileiro. Neste caso, utiliza adicionalmente processos estatísticos para composição das informações do mercado total do e-commerce brasileiro. Também são utilizadas informações dos indicadores econômicos nacionais do IBGE, IPEA e FGV.

Via: E-commerce Brasil

Newsletter

Receba conteúdo sobre marketing para alavancar o seu negocio!